quinta-feira, Junho 09, 2011

FLASH MOB CONTRA OS BOMBARDEAMENTOS DA NATO NA LÍBIA





Fingiram-se de mortos contra a NATO

Flash Mob chamou a atenção em Lisboa para a guerra na Líbia

Por: tvi24 / CP  |  8- 6- 2011 

No final da tarde desta quarta-feira em Lisboa, uma iniciativa da «Plataforma Anti-Guerra, Anti-NATO» (PAGAN) contra a intervenção militar aliada na Líbia perturbou por alguns momentos o passo apressado dos transeuntes, conta a Lusa.

Às 18h35, ao som de uma sirene com timbre agudo e quase ininterrupto, semelhante às que soam quando se aproxima um ataque aéreo, um grupo de activistas deixou de distribuir um pequeno comunicado e estendeu-se no passeio frente à estação do Rossio.

Fingiam-se de mortos e tentavam chamar a atenção para a guerra na Líbia, onde dizem que a NATO está a provocar vítimas civis e inocentes.

Tratou-se de uma acção, conhecida como «Flash Mob», que reuniu cerca de três dezenas de pessoas, dispersas pelo chão em diferentes posições. Em hora de regresso a casa, poucos se atreveram a parar. Alguns turistas de passagem e com ar descontraído aproveitaram para fotografar. No final, ecoaram algumas palmas.

«Esta iniciativa é uma forma de chamar a atenção das pessoas que andam distraídas com muitas coisas, sobre a guerra que está a acontecer na Líbia. Uma guerra absolutamente desnecessária, aliás não há nenhuma guerra necessária, os povos querem a paz e são os governos que querem as guerras. E esta guerra que não teve qualquer tipo de mediação», explica Vítor Lima, activista do PAGAN.

Os manifestantes denunciaram os «meios totalmente desproporcionados» que estão a ser utilizados, exigiram o fim da intervenção militar aliada na Líbia, denunciaram a ausência de mediação para o conflito, reconheceram que «se Khadafi é um tirano local, a NATO um terrorista global», como referia uma das palavras de ordem inseridas no pequeno panfleto que distribuíam.

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/anti-nato-nato-libia-pagan-tvi24/1259305-4071.html
Blog Widget by LinkWithin