quarta-feira, maio 31, 2006

O Complexo Maria Antonieta de Paulo Portas

Esta é de cabo de esquadra. Ficámos hoje a saber, nos últimos minutos mais risíveis do programa O Estado da Arte, que o terror foi inventado pela Revolução Francesa. Tantos livros para isto: o calhamaço Citizens -- aconselhado pelo Vasco Pulido Valente, o tal soutor que dá aulas de História dos séculos 19 e 20 numa universidade dessas que para aí andam (os frutos podres que isto dá...) -- e é então que, com a leitura da tradução brasileira, o senhor Paulo Portas chega a esta brilhante conclusão: o terror é um produto da Revolução Francesa – este livro dá, diz ele, a versão definitiva da História. E se Paulo Portas o diz, nós não acreditamos. Então ele quer vender-nos a ideia de que o terror começou com a Revolução Francesa? Antes da Revolução Francesa não havia terror? Para ele não devem contar nem os Gregos, nem os Romanos, nem a Inquisição, tudo boa gente, sem violências, sem terror, tudo numa boa e eis que chega a Revolução Francesa, os malandros dos franceses, para lançar o mundo no terror. Paulo Portas tem tanto medo de revoluções quanto a pobre Maria Antonieta já de cabeça perdida. Comove-se então por Maria Antonieta, rapariga da corte metida em traficâncias e negociatas, coisas de nada, e que perdia a cabeça por se divertir. E vai o moralista do Portas atira com mais esta: como se isso tivesse algum mal. De vir às lágrimas!
No final do programa – e curiosamente quando largou as suas opiniões de comentador político de circunstância – começando a falar de História a propósito de Arte (o filme sobre Maria Antonieta de sophia Coppola!) -- aí é que o programa denunciou o Estado da Arte, o estado da História e o estado de sítio apud Paulo Portas. A sua capacidade de deturpar a História aos olhos de todos seria perigosa se não se evidenciasse tão ridícula. O nítido e ávido terror e horror por palavras como Revolução e Democracia provem em Paulo Portas de uma espécie de trauma de infância que as descrições da Revolução Francesa um dia despoletaram, dando nele origem a um valente complexo de Maria Antonieta que só Freud poderia ter explicado e que o candidato a político resolve como pode. E como lhe é permitido!
Eu não condeno o Portas, ao abrigo da liberade de expressão pode dizer o que lhe apetecer. O que eu condeno é todo um sistema que permite que um canal televisivo responsável por dar informação a um país inteiro, divulgue as bacoradas que este senhor cheio de si próprio tem o desplante de emitir publicamente, convencido que as suas ridículas afirmações são as que mais importam. E ainda lhe pagam para isso! E que o ponham no ar, inchado, cheio de si a estender o guardanapo que o próprio decor do programa evoca e que mais se assemelha com um rolo de casa de banho desenrolado, apropriado à sujidade das suas afirmações. E que afinal todos saibam que este Estado da Arte se destina em última análise a promover a figura e a relançá-lo nos meandros da política nacional, vulgo a “fazer-lhe a cama” para voltar ao poder. Maquiavélico, se não fosse tão saloiamente evidente. E eu que julgava que era o senhor que pagava à Sic para lhe darem tempo de antena para lá ir dizer as suas postas! Podem limpar as mãos à parede com O Estado da Arte!

12 comentários:

lince disse...

É a primeira vez que cá venho, mas tenho a certeza de ter que cá voltar. Quanto ao Portas eu não sei como ainda há quem lhe abra a porta!

Arrebenta disse...

Acordei hoje com esta, e vou-me deitar com ela: a Fardas vai para o "Sol".

paper life disse...

Gosto particilarmente da parte da "versão definitiva da história" ahahahha

essa nem dele se espera, é de Antologia com maiúscula.

:)

paper life disse...

particularmente*

AM disse...

só não sei como é que consegue ver tal coisa, mas estou agradecido
com sua licenca... vou divulgar

Kaotica disse...

Lince:

Fui ao teu blog, obriguei-me a olhar para as primeiras fotos, mas compreendo como é preciso acordar as consciências; gostei da adesão ao luto nacional -- os que participaram foram poucos mas bons, como sempre! Tomei a liberdade de pôr aqui um link. Volta sempre!

Kaotica disse...

Arrebenta: Infelizmente vais ter mais noites de insónia nos próximos tempos. Aproveita-as bem!

Kaotica disse...

Gil-aço: Foi assim sic(!) -- versão definitiva, para rir!

Obrigada pelo link. Retribuo.

Kaotica disse...

AM: DAAAA--AAAA! Não gostaste do Pafúncio?

Anónimo disse...

Hey what a great site keep up the work its excellent.
»

Anónimo disse...

Your website has a useful information for beginners like me.
»

Anónimo disse...

I find some information here.

Blog Widget by LinkWithin