sexta-feira, junho 23, 2006

O momento não é de inspiração, é de REVOLUÇÃO

Havia numa história para crianças uma velha árvore que tinha que ser cortada para passar um caminho.
As pessoas não deixaram as máquinas arrancá-la das suas raízes. Puseram-se numa roda à volta dela e não permitiram que a cortassem.

Pergunto: Será que não resultava com uma fábrica em vias de ser deslocalizada?

Avaliação numérica: Quantos de vós estariam dispostos a defendê-la? De corpo e alma, se é que isso existe.)

Curiosidade: Fiquei a saber uma coisa que não sabia. Talvez vocês também não tenham conhecimento, por isso aqui vai: Em Setúbal existiram 138 fábricas de conserva de peixe.

Adivinha: Adivinhem quantas fábricas dessas existem lá, hoje em dia, a laborar.

8 comentários:

sonia r. disse...

Nos tempos que correm talvez nenhuma.
Bom dia Kaotica.

Kaos disse...

Fabricas de conservas nenhuma de certeza.
Quanto a defender a fábrica, só se fosse para ficar com as máquinas que depois o governo pagaria à multinacional com o dinheiro dos nossos impostos. Enquanto esta cambada que defende o sistema estiver no poder têm sempre a faca e o queijo na mão para nos lixar.
bjinhos

madalena pestana disse...

Ainda embro as sirenes das fábricas a apitar a meio da noite qd havia peixe para chamar a maioria das nulheres, sobretudo,da cidade...

:(

Kaotica disse...

Sonia e Kaos: Bingo! Nenhuma!

Nome: Estou a ver que te eram próximas e te lembras bem como era a vida de Setúbal antes da União Europeia ter dado dinheiros para metodicamente desmantelarmos todos os nossos meios de sermos um país viável!

adesenhar disse...

tal como fábricas de conserva de peixe, outras se seguirão, a este ritmo qualquer dia não há mais nada para encerrar e então nessa altura fecham também o país.
O mais curioso é que alguns sectores nunca encerram!
:)

Kaotica disse...

As grandes superfícies é que estão a dar -- centros de exploração de mão-de-obra barata e escoadores de produtos made in todo-o-lado-menos-Portugal! :-[

sa morais disse...

Pois, esse "nenhuma" já era de esperar... E se fosse só as de conservas... Haviam corticeiras, cerâmicas, etc, etc... Hoje a maioria são pavilhões fantasma ou já deram lugar a loteamentos ou centros comerciais. Infelizmente, conheci bem essa realidade do distrito de Setubal. O final dos anos 80 foi um desastre.

abraço.

Anónimo disse...

Enjoyed a lot! ritalin buy online fedex shipping Worth softball backpacks Hardcore cosplay Comparison of simvastatin zocor atorvastatin lipitor Electric projector screens free-base ritalin Veronica vanoza maid hardcore Canada celebrex lawsuit Pv-dv600 camcorder

Blog Widget by LinkWithin