quarta-feira, janeiro 24, 2007

Não à TLEBS!

Eu já assinei. E vocês?
A Petição vai ser entregue amanhã , quinta-feira, dia 25-01-2007, às Entidades destinatárias. Vai ser requerido o respectivo debate parlamentar na A.R.

Leia aqui o comunicado enviado à Lusa e outros orgãos de comunicação social, a propósito da entrega da petição:

Comunicado de Imprensa
Petição Contra a Implementação da Experiência Pedagógica TLEBS - http://www.ipetitions.com/petition/contratlebs

Cascais, 24/01/2007

Venho, na qualidade de 1º Subscritor da Petição supra mencionada, comunicar que:

A Petição Contra a Implementação da Experiência Pedagógica TLEBS irá ser entregue amanhã, dia 25-01-2007, às Entidades destinatárias ou a quem por elas nomeadas, de acordo com o horário abaixo:

11H00 - Senhor Presidente da República, Palácio de Belém
11H50 - Senhor Presidente da Assembleia da República, Palácio de S. Bento, requerendo o respectivo debate parlamentar.
12H50 - Senhor Primeiro-ministro, Residência Oficial do Primeiro-ministro
14H00 - Senhora Ministra da Educação, Ministério da Educação

A Petição tem já mais de 8.000 assinaturas e ficará disponível para assinatura até às primeiras horas de quinta-feira, dia 25.01.2007, em http://www.ipetitions.com/petition/contratlebs

A petição, iniciativa de um conjunto de pais, entrou on-line no passado dia 14.12.2006 e pede a suspensão imediata da experiência pedagógica TLEBS - Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário.

A TLEBS é um conteúdo experimental, introduzido de modo obrigatório e generalizado no Ensino Básico e Secundário, que carece de validação cientifica e pedagógica, que encerra erros científicos graves e usa os alunos como cobaias de validação.

O Ministério da Educação já veio dizer que a experiência é para manter até 2009 e que 2007 e 2008 serão anos de "revisão". Entretanto a TLEBS continua nas salas de aula e os alunos continuarão a ser avaliados pelo que sabem da nova Terminologia.

As Portarias TLEBS estão em vigor, não foram suspensas. O ponto 4 da Portaria nº 1147/2005 de 8 de Novembro, que alarga a experiência TLEBS a todo o universo de escolas do Ensino Básico mantém os seus efeitos.

A TLEBS, como qualquer conteúdo experimental no Ensino Básico e Secundário, levanta sérias dúvidas quanto à sua constitucionalidade. Direitos consagrados na Constituição podem estar a ser violados, nomeadamente no tocante à igualdade de oportunidades na aprendizagem: estas crianças têm o direito a terem uma educação válida e validada; entendo que o erro cientifico na Escolaridade Obrigatória pode ser inconstitucional. A TLEBS tem erros científicos graves, já provados pelo Professor Catedrático João Andrade Peres - ver em http://jperes.no.sapo.pt/peres_elementos_tlebs.htm

A petição pede também "O fim das experiências pedagógicas não autorizadas em crianças": em Janeiro de 2007, um governo português, democraticamente eleito, faz uso de uma lei do "Estado Novo", assinada por Salazar e Thomaz em 1967 (o DL 47 587 de 10-3-67), ainda em vigor, para validar o direito a não ter que pedir autorização aos pais e encarregados de educação para que os seus filhos integrem experiências baseadas em conteúdos experimentais - como a TLEBS - na Escolaridade Obrigatória.

A petição pede ainda
"Um Ensino de qualidade, científica e pedagogicamente válido e validado ".

Foram 28 os Professores Catedráticos que subscreveram a Petição, dos quais 4 são Catedráticos de Linguística, as pessoas que em Portugal mais sabem da matéria em questão: os Professores Catedráticos Elisabete Ranchhod, da Universidade de Lisboa, João Andrade Peres, da Universidade de Lisboa, Jorge Morais Barbosa, da Universidade de Coimbra e Decano dos Linguistas em exercício na Universidade Portuguesa, Maria Raquel Delgado-Martins, da Universidade de Lisboa.

A Petição está on-line em http://www.ipetitions.com/petition/contratlebs


José Nunes
1º Subscritor da Petição Contra a Implementação da Experiência Pedagógica TLEBS on-line em http://www.ipetitions.com/petition/contratlebs





2 comentários:

Outsider disse...

Já assinei há uns tempos atrás e espero que a petição tenha sucesso.
Beijos.

kaotica disse...

Outsider

Sim, eu também já assinei há muito tempo, mas há sempre quem assine à última da hora, por isso achei útil voltar ao assunto hoje.
Abraços

Blog Widget by LinkWithin