sexta-feira, abril 27, 2007

Pensamento mais que profundo saído dos meandros da AR

"Todo o poder político comporta-se sempre como um patrão: se vê um porco a passear no campo, vê logo dois presuntos"
(Francisco Louçã,
hoje, no debate mensal da Assembleia da República)

3 comentários:

Guerreiro disse...

Confesso que não percebi o raciocínio do patrão Louçã.

Só por o porco estar a passear em vez de estar na engorda no chiqueiro demonstra que o dono è um mau governante.

Kaotica disse...

guerreiro

talvez o porco fosse um free-lancer, daqueles como há tantos por aí, pagos a recibo verde; talvez porco e patrão estivessem a passar por uma altura de vacas magras; ou talvez o patrão ainda não tivesse realmente conseguido lançar mão a esse porco para o juntar aos seus outros pares de presuntos, mas já andasse de ilho nele... coisas que só o tempo nos dirá.
Uma boa noite!

tb disse...

:) bem apanhado
jinhos

Blog Widget by LinkWithin