sábado, novembro 24, 2007

Em Defesa da Escola Pública: 24/Nov/2007

Convívio/debate

Organizado pela Comissão de Defesa da Escola Pública (CDEP)

dia 24 de Novembro

entre as 15h e as 18h 30m

Sala da Universidade Senior, no Palácio Ribamar

(por baixo da Biblioteca Municipal de Algés)

Para reflectir sobre um conjunto de questões, nomeadamente:

1) Como se concretiza actualmente uma acção consequente em defesa da Escola Pública e dos seus trabalhadores?

2) Que balanço da intervenção política e cívica da CDEP?

3) Que acções deve a CDEP desenvolver para tornar as pessoas mais conscientes e mais interventivas, em simultâneo com a defesa dos direitos dos alunos, dos pais e dos trabalhadores do Ensino?

Para ter acesso aos documentos que esta Comissão tem produzido, consulte o blogue da CDEP em http://escolapublica2.blogspot.com

Como elementos de reflexão, propomos a leitura da Acta da reunião da CDEP, realizada em 24 de Outubro, bem como o boletim que foi editado também em Outubro.

Trata-se de uma reunião aberta a todos quantos pretendem defender a Escola Pública.

Participe

Não feche os olhos ao que se passa à sua volta!

2 comentários:

Escola Pública comissão disse...

O debate-convívio foi realizado à mesma, sem a participação que julguei possível. Talvez os professores e os pais precisem ainda de ser mais acossadas antes de abrirem os olhos e de reconhecerem em conjunto que alguma coisa no Ensino em Portugal se está a quebrar. Estão a quebrar-se ligações tão fortes como as que são possíveis existir entre pais e professores unidos no mesmo objectivo de educar e instruir os meninos. Ligações em ruptura como a dos meninos consigo próprios e com as suas raízes, a estrutura familiar, com os professores e com os outros meninos. Ligações como a que se estabelecia entre professores unidos numa classe consciente e actuante. E as ligações com a própria carreira para que estudaram, que escolheram e que construiram. Quando essas ligações mostrarem realmente que estão por um fio, talvez então as pessoas apareçam por detrás de toda a aparente indiferença e desistência. Houve quem aparecesse e a troca foi muito positiva. Vamos continuar a trabalhar para construirmos um dossier de experiências positivas e começar já a organizar um Encontro à semelhança do que fizemos em 14 de Abril. Não vamos desmoralizar nem desistir.
Convido a todos a participar.

Moriae disse...

Deste lado por causa de uma situação que se instalou na casa familiar de um de nós não deu para aparecer nem acompanhar melhor.
Pareciam que se adivinhavam dificuldades ... como se os tempos fossem fáceis ...
Apesar de me sentir a capitular apelo a que quem tenha forças não desista.
Abraço nosso,
M&T

Blog Widget by LinkWithin