quinta-feira, maio 08, 2008

Fenómenos magnéticos do terceiro grau

Imagem daqui

Um dia destes fui para pagar no supermercado com o cartão multibanco e nada. A menina da caixa passou o cartão umas quantas vezes mas não conseguiu a leitura. Por mero acaso tinha dinheiro que chegasse para pagar a conta e assim foi. Ficámos com a ideia de que o mal era da maquineta do supermercado.

Entretanto tentei levantar dinheiro e dava a informação de "cartão inválido". Experimentei o da minha mãe que costuma andar comigo mas o mesmo aconteceu. Depois foi a vez de tentar com o cartão de outro banco: pediu o código, fez tudo normalmente mas quando chegou a altura de tirar o dinheiro eu anulei a operação, ficando convencida que estava tudo normal. Usei então o da minha mãe porque a ideia era tirar dinheiro para lhe dar. Tudo decorreu na normalidade mas quando devia sair a quantia pedida, apareceu a informação "cartão inválido" e a indicação de que por razões de segurança o cartão ficaria retido: um a menos!

Resumido e abreviando: todos os cartões magnéticos que estavam na minha carteira ficaram desmagnetizados vá-se lá saber porquê. Pior, continuo a descobrir outras coisas desmagnetizadas que estavam perto: a minha pen deixou de poder ser lida, não acende a luz, está morta! Tudo o que lé estava se foi para um lugar ainda mais fantástico do que aquele para onde vai a água do mar na maré baixa.

Ainda estou para ver o que mais vou descobrir: receio por uns cartões do seguro de saúde da família quase toda que também lá estão na carteira.

Normalmente apanho choques eléctricos em tudo o que é coisa: portas dos carros, fios de ligar o computador, fogões eléctricos, até já me aconteceu fazer faísca ao tocar num bébé. Mas uma destas ainda não me tinha acontecido.

Dizem as pessoas com quem vou falando ou que já lhes aconteceu, ou que já ouviram dizer que andar de metro pode provocar milagres destes, ou mesmo que existem certas entradas de lojas onde a carga magnética pode apagar tudo o que de magnético por lá passa.

Mas eu não faço ideia onde isto terá acontecido: até já pus a hipóteses de ter passado um O.V.N.I. por cima da minha cabeça. O que quer dizer que pode voltar a acontecer não se podendo evitar.

Dou por mim a pensar: se o fenómeno fez isto aos cartões, o que terá feito à minha pessoa?

Os efeitos visíveis, ou antes, "sentíveis" foi a perda de tempo que tem sido ir aos bancos resolver estes assuntos. Grandes secas em filas e explicações, preenchimentos de papelada e débitos nas contas. E sabe-se lá se no dia que transpuser a porta de um qualquer banco não levo com outra descarga magnética que deita outra vez tudo a perder?

Meus amigos, fica o aviso: pelo sim pelo não muito cuidado com os novos campos magnéticos. Eles não matam mas moem. Pelo menos é esse o efeito imediato!




Curiosidade:

Magneto dos X-Man tem a capacidade de criar campos magnéticos extremamente potentes. Desde que esses campos magnéticos sejam produzidos por correntes elétricas, podemos nos aproximar, com certa expressão, dos valores dos campos criados por ele numa situação de combate. Assim, para simplificar, vamos supor que seu interior é um grande circuito elétrico solenóide (bobina). A energia magnética armazenada em um solenóide é dada por: U = ½ (u0 n2AL) I2
Onde U é a energia, u0 é uma constante igual a 4*3,14159265359 x 10-7 N/A2, n é o número de bobinas no solenóide, A é a área transversal, do solenóide, L é o comprimento do solenóide, e I é a atual geração do campo magnético. Vamos supor que Magneto seja internamente composto por um solenóide de 1000 voltas, com uma área transversal, de 0.01m² e tem cerca de 2m de comprimento.
Agora supomos que ele usa esse tipo de energia para levantar um automóvel 1.000 kg a 10 metros do chão, aumentando o seu potencial energético num montante U = mgh = (1000 kg) (10m/s²) (10m) = 100000 J.
Associando este valor à primeira equação, temos que, a fim de conservar a energia no seu campo magnético, Magneto deve gerar uma corrente de cerca de 2900 Amperes. E isso pode não ser tão bom para seu coração - assumindo que ele tem um.
(daqui)

7 comentários:

Zorze disse...

Podem ser várias coisas. Pode ter sido o teu próprio magnestismo. Podia ser que na altura poderias estar a exteriorizar muita energia. Podia ser "as companhias extrafísicas" que te acompanhavam no momento, etc, etc ...
Lembra-te dos primeiros pensamentos que te vieram à cabeça nos momentos antes. Muitas vezes os primeiros pensamentos, os intuitivos são os mais certos, pois ainda não estão racionalizados pelas nossas mentes complicadas.

Beijos,
Zorze

ferroadas disse...

Eu chamo-lhe azar. Será.....

BJS

Eva disse...

Oh! mulher tu andas mesmo electrica ;-)

Sabes que se pousares a mala no balcão de uma loja que tenha aquelas "maquinetas" de tirar alarmes, com imans super potentes podes ficar com os cartões todos desmagnetizados?
E que um pequeno iman para fechar uma carteira (ou porta moedas) faz o mesmo?
Possivelmente estou a ensinar a missa ao padre, mas foi o que me ocorreu.
Tem um bom fim de dia
bjo
Eva

rendadebilros disse...

O que tu sabes sobre campos magnéticos... com tanta electricidade com que andas sempre num virote... isso tinha mesmo que acabar por acontecer... isto é para te fazer rir, que , de resto, acredito que não tenhas achado graça nenhuma...
Beijos.

NuNo_R disse...

Bem,
tenho de ver se não me cruzo contigo, não vá levar o choque eléctrico eheheh ;)

BJS

o escriba disse...

Quando encontramos alguém que tem um problema semelhante ao nosso, sentimos que...não estamos sós!
As vergonhas que eu passo quando saio do carro e tenho de cumprimentar alguém a seguir! Só lhe digo que até se vêem as faiscazitas!Um mimo de magia!
O que "eva" escreve no comentário acima é bem verdade.
Não desanime.Eu também ando sempre "ligada à corrente"

bjs
Esperança

Kaotica disse...

Ó meus amigos se soubesse que o assunto vos interessava tanto já o tinha trazido para aqui há muito tempo. São todos uns queridos, preocupados com o meu electromagnetismo desajustado. Peço-vos só um favor: preocupem-se menos comigo (estes posts são só desabafos, servem para encher chouriços quando estou desinspirada) e preocupem-se mais com o país, que esse sim é que está mesmo em curto-circuito permanente!

Estou a brincar! Só feliz por hoje ter tido tantos comentários e comentadores interessantes no meu Pafúncio.

Abraços cheios de energia positiva para vocês!

Blog Widget by LinkWithin