sexta-feira, outubro 17, 2008

Prémios Ideias Fixas 2008

A todos os meus visitantes que quiserem votar no Pafúncio, podem fazê-lo AQUI:

O amigo Sá Morais lançou a ideia no seu Ideias Fixas e muito me enterneceu ter-se lembrado de lá colocar o meu mui humilde blogue que tão desprezado anda nestes últimos dias.

Já agora explico por que anda o Pafúncio tão desleixado: a acção sobrepôs-se uma vez mais à imobilidade, e o Pafúncio não é homem de acção, ele é até meio aburguesado. Já sabem que sou de ondas. Ora passo horas diante do computador a teclar ninharias; ora saio para a rua para me meter em muitas coisas ao mesmo tempo: uma associação de pais em final de mandato, a ter que apresentar as papeladas em ordem; uma campanha para a eleição para um novo mandato; duas comissões, duas árduas tarefas - a defesa da escola pública/a ruptura com a União Europeia; uma passagem atribulada pelo Movimento Associativo dos Pais (MAP), reuniões atrás de reuniões, aulas de Tai Chi e Chi Kung (ainda muito insipiente, movendo-me em tentativas e imitações), blogues colectivos, filhos e cadilhos, panelas e fundilhos. E hoje surgiu um telefonema que promete que vem por aí muito trabalhinho pela frente, daquele de queimar as pestanas (não, não arranjei emprego, eu apenas sei meter-me em trabalhos!). Um dia eu crio um B.D.I. (Blogue Devidamente Identificado) e lá coloco a boca no trombone sobre todas estas coisas da esfera privada que só vou dizendo aqui por meias palavras.

Suspeito que o Pafúncio vai passar um mau bocado, deixado por sua própria conta e risco, sem assiduidade nem brio.

Altas horas passo por aqui e apenas vos deixo a todos um abraço sem prazo de validade e a partilha de um video daquele músico que me é muito querido e a quem sempre recorro quando fico sem palavras.

Até já!







5 comentários:

Ana Camarra disse...

Xico é incontornavél!
Bom trabalho, já que não remunerado que seja gratificante.

beijos

efe disse...

«Já sabem que sou de ondas. Ora passo horas diante do computador a teclar ninharias; ora saio para a rua para me meter em muitas coisas ao mesmo tempo» por cá é o mesmo fado. É normal, não te preocupes.
«uma associação de pais» dessa já me safei, mas pelo andar da carruagem qualquer dia tb o Universitário requererá associações de pais.
«Um dia eu crio um B.D.I. (Blogue Devidamente Identificado)» NÃO CRIES. Neste país de pseudo-democratas, pululante de bufos e gente mesquinha, vivendo muito de prebendas, arranjinhos e jeitinhos, só te trará dissabores. Quem não consegue conviver com anónimos e pseudónimos, quem se sente por eles ameaçado, é porque não tem consciência limpa. Os anónimos imbecis e insultuosos, ignoram-se, nada mais - a sua existência não serve de desculpa para anematizar o anonimato. Fosse este um país respeitador das liberdades e existiriam menos anónimos.
Saúde!

Kaotica disse...

ana

Já sei, já sei, é um dos homens da tua vida. Também eu, amiga, também eu! Até já estive para lhe mandar numa carta um cheirinho de alecrim!

Bjos

Kaotica disse...

efe

É sempre bom saber que há mais pessoas como nós!

Lido bem com anónimos, é para o lado que durmo melhor!

Quanto ao anonimato kaótico em que me encontro, já há muitos que me conhecem! (os que merecem!)

Um dia ainda nos vamos encontrar com o que temos para nos dar!

Um abraço

nelia disse...

Afinal sempre vai tendo tempo para dedicar ao Blog.
Porque será?
Porque a reeleição para a APE não correu bem?
Ou porque as outras obrigações para com o MAP, não lhe têm dado muito que fazer?
De qualquer forma, como vê, não é necessário criar um B.D.I..
Nélia

Blog Widget by LinkWithin