sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Ana Gomes mais próxima do que nunca do primeiro, quase segunda!

Kaótica

PS

Ana Gomes espera abertura no Congresso do PS para ouvir vozes criticas



No congresso do PS, Ana Gomes espera que haja abertura para ouvir vozes criticas e ainda que considere que nesta altura é muito importante obter uma convergência de pontos de vista, confessa sentir-se cada vez mais próxima do primeiro-ministro, José Sócrates.


Oiça Ana Gomes dizê-lo por sua própria voz

Jornalista Teresa Dias Mendes ouviu a posição de Ana Gomes

A socialista Ana Gomes mantém o espírito crítico e noutras circunstâncias talvez tivesse contribuído para redigir uma moção política alternativa, mas a crise exige a todos um esforço de convergência.

Ana Gomes que não vai, portanto, levar nenhuma moção ao Congresso do PS, confessa cinco anos depois que está muito próxima de Sócrates.

«Isso resulta da avaliação positiva que faço globalmente da acção do Governo e das qualidades que vi o primeiro-ministro José Sócrates ter e das competências que vi crescer ao longo destes anos de governação», considera.

… (ler tudo)

A Ana Gomes é conhecida por ter uma postura crítica e exigente mas o seu medo de perder o emprego de deputada na união europeia é tão grande que não lhe resta senão pôr-se publicamente de cócoras diante do primeiro-ministro e passar-lhe a mão pelo pêlo. São posturas que se assumem nesta vida e é preciso não esquecer as contingências da crise. Segundo a própria, “a crise exige a todos um esforço de convergência.” Por isso Ana Gomes não hesita em convergir e promete ficar quieta, deixar a sua postura crítica e exigente de lado, não apresentar moções e deixar passar, que é o mesmo que se deixar ir. Diz que “está (agora) muito próxima de Sócrates” (note-se que não é uma questão de sentir que Sócrates cada vez se aproxima mais dos seus pontos de vista e das coisas que diz defender)…! Não! Ela é que deixou as suas convicções de parte, fintou os seus princípios e prefere seguir o líder e defender a organização incondicionalmente, leia-se defender o seu tacho ou fazer-se ao piso para outro ainda melhor. É o que todos da sua laia estão a fazer neste momento.

Eis a deixa para chegar mesmo ao elogio e à bajulação: “avaliação positiva global da acção do governo”! “as qualidades que vi o senhor primeiro-ministro José Sócrates ter e das competências que (lhe viu) crescer”!

Avaliação positiva, Ana Gomes? O modo como o país está a responder à crise é disso exemplo: como avaliarão este governo todos os desempregados deste país?

Qualidades do primeiro-ministro? – ser mentiroso compulsivo, e teimoso, e arrogante, e peixeira, e puta ofendida, e tratante, e falsário, e ter esperteza saloia, e ser fingido, e ser vaidoso, e ser convencido e ser vendido e falso à nação.

Competências sim: de ministro do ambiente a engenheiro de sanitários com diploma reconhecido pela Universidade Independente, isso sim, todos as vimos crescer e também às falcatruas.


Dedico este poema à Ana Gomes e ao José Sócrates

4 comentários:

Pata Negra disse...

Não tarda muito ainda vemos Alegre e Câncio com ciúmes d'Ana.
Que a crise nos sirva para avaliar quem está por bem! Parabéns pela análise e não ligues a TV este fim-de-semana se não tens dinheiro pra comprar outra!
Um abraço da província

Kaotica disse...

Essa Ana também é cá um sapatão! Já cheguei a confundi-la com o Herman José quando se veste de mulher. Isto deve haver parentesco a minar todas estas personagens, o que a ser verdade pode explicar em parte os desequilíbrios tontos a que se prestam. A Câncip ciúmes só se for do ar másculo da outra. Quanto ao Manuel... de alegre se fez triste!

Eu televisão é quase nada, oiço estes disparates todos é na TSF ao longo do dia.

Bom fim de semana no borralho!

ferroadas disse...

A tal de Câncio que se ponha a pau, pois a Ana ainda passa a mão não pelo pêlo, mas pelos pêlos...

vai lá, vai....

BJS

Safira disse...

Esta Ana Gomes também nunca me enganou. Não confio nela nem um pouco!

Blog Widget by LinkWithin