sexta-feira, janeiro 12, 2007

Ensaios da Flexissegurança

Despedidos sem aviso e impedidos de entrar
Trabalhadores do Rivoli «surpreendidos» com o fim dos postos de trabalho
Portugal Diário 2007/01/11 | 12:33 || Sara Marques (Leia aqui)

11 comentários:

Anónimo disse...

tendo Rio as "ambições nacionais" de sucessão a Mendes, este "episódio" (muito mais do que isso para os directamente envolvido) diz muito sobre o tipo de governação que Rui Rio teria... E não por acaso que surge conotado com as correntes mais radicais do movimento liberal "Compromisso Portugal", como se vê...

Kaos disse...

gente sem alma nem coração. Gente que não vale nada e que devia ser corrida a pontapé. Será que não compreendem que os outros também têm uma vida, uma familia. Fillos da P...
bjs

Outsider disse...

Já não tenho palavras para descrever a merda que este senhor anda a fazer na minha cidade. Ele foi a pior coisa que aconteceu à cidade do Porto! Enoja-me tudo o que ele faz e diz e acima de tudo irrita-me a sua arrogância.
Sr. Rui Rio vá para a puta que o pariu!
Um Abraço.

sa morais disse...

E o pior é que os portugueses andam cada vez menos surpreendidos com o fim dos seus postos de trabalho... Começa a ser banal... Não sei onde isto vai parar!
Nem vou dizer mais nada, certas coisas revoltam-me demais.

jinho!

luikki disse...

e este é um caso que é público ....
imaginem todos os outros despedimentos que não tem direito a cobertura televisiva....

Arrebenta disse...

Andas muito parada, m'lher!...

Kaotica disse...

Rui Martins

O que te posso dizer? Só se for que a mim não me surpreende nem um pouco que este pato bravo esteja a fazer o que está, outra coisa é que, vinda de quem vem, me havia de surpreender!
Abraços!

Kaotica disse...

Kaos e Outsider

Eu acho que nestes casos até as mães têm culpa, por isso subscrevo inteiramente o epíteto que atribuiram ao pato bravo!
Abraços!

Kaotica disse...

Sa Morais

Tenho defendido em encontros a que tenho ido como adjuvante de um certo pequeno partido de esquerda que devia aparecer uma organização qualquer que se empenhasse em estar sempre presente cada vez que viesse uma fornada para o desemprego e que levasse a cabo a árdua tarefa de criar uma base de dados de todos os que estão no desemprego para que pudessem ser a qualquer momento "requisitados" para participar activamente em todas as formas de luta de todas as classes: uma greve e lá estavam eles todos, a fazer quorum. É que os desempregados são cada vez mais e não têm nada a perder em se envolver. Mas esses partidos continuam a pensar que só o operariado pode fazer alguma coisa. Insistem em só falar no operariado e os burgueses, que hoje é toda a gente, fogem a sete pés nem entendem que operariado é qualquer trabalhador. Seria necessária uma visão mais abrangente.
Qualquer dia destes toda a nossa revolta há-de sair para a rua.
Abraços!

Kaotica disse...

Luikki

Por isso seria importante poder contar principalmente com os desempregados pois o desemprego crescente é um dos calcanhares de Aquiles do Liberalismo desesperado e da globalização desenfreda.
Desempregados de todos os paises, UNI-VOS!
Abraço!

Kaotica disse...

Arrebenta

Parada, eu? Ainda agora comecei...
Mas sabes, às vezes demoro que tempos a abrir os Braganzzzzza, devo estar a precisar de mudar de computador! E o tempo está a passar cada vez mais depressa, por isso, como podes achar que estou parada? Nem só de blogs vive a m'lher!
Abraços!

Blog Widget by LinkWithin