segunda-feira, janeiro 28, 2008

Mentiroso Compulsivo e/ou Amnésico?

«(...) Noutro âmbito, o primeiro-ministro virou as suas baterias para os ataques dos partidos de «esquerda» e as lições de política social que pretendem dar ao Governo. “Alguns estão a tentar dar lições de esquerda ao PS, mas não me recordo de um período onde um Governo tivesse deixado tantas marcas de esquerda”, afirmou José Sócrates, no encerramento de um encontro do PS/Setúbal. O PS é o partido da responsabilidade social, que quer políticas sociais sustentadas”, afirmou.» (ler aqui)

Sócrates não se recorda do período. É natural.

Nós também já vamos tendo que fazer um esforço de memória para nos lembrarmos de um governo que tenha criado medidas sociais. Mas das medidas sociais que o governo Sócrates está a tomar, dessas lembramos-nos nós bem, estamos a sofrê-las na pele.
Os de Bilderberg não podiam ter escolhido melhor peça para denegrir a esquerda. Porque se se conseguir fazer passar a ideia de que estas são as marcas da esquerda, fica aberto o caminho para a direita. O povo não as quer e, se são de esquerda, o povo não quer a esquerda.

Mentiroso compulsivo, sem dúvida. Amnésico, quando lhe convém. Este Sócrates é um caso patológico. Mas é principalmente congeminoso e perigoso: percebeu que assumir as políticas do seu governo como sendo de esquerda é a melhor forma de levar as pessoas a abominar tudo o que lhes "cheire" a esquerda. No fim da missão cumprida, pode não ser reeleito (o que aconteceria se a amnésia não fosse uma característica do povo português); ou até pode ser reeleito, se entretanto virar tudo ao contrário e a sua máquina de propaganda vier anunciar que é chegada a hora da retoma e das contrapartidas. Seja como for, certamente já terá um cargo assegurado agendado algures nos ficheiros de Bilderberg como recompensa de ter cumprido tão habilmente o programa que lhe foi destinado: dar a machadada final no imaginário socialista nascido em Abril.


8 comentários:

JDias disse...

O actual PS em 1975 era mais de direita que o CDS, quer na forma quer no conteúdo.

BJS

Maria Lisboa disse...

Como já disse no Kaos: marcas de esquerda? Só mesmo se são canhotos e assinaram todas as borradas que debitaram com a mão esquerda!

Marreta disse...

Subscrevo, mas aumentava-lhe um bocadinho mais o tamanho do nariz e das fossa nasais.
Saudações do Marreta.

Kaotica disse...

Ferroadas

Tens razão: o xuxalismo também nunca me enganou. O Marocas mais depressa se aliava com a direita do que com a esquerda. Não é à toa que meteu o Socialismo na gaveta, como é dito; agora o nosso menino Socas, esse então nem se fala; se o primeiro não queria nada com o Comunismo, o segundo não quer nada nem com o Socialismo, quanto mais...

Bjos

Kaotica disse...

Maria Lisboa

O Sócrates se pudesse até tinha duas mãos direitas para não ter mesmo nada que se possa chamar "esquerda".

Um abraço

Kaotica disse...

Marreta

Talvez se possa remediar no dia em que, em vez de apupos, que pelos vistos não o afectam nada (uma senhora séria não tem ouvidos!), lhe assentem um belo murro no focinho, o que ainda era bem pouco para o que merece.

Bjos

Watchdog disse...

O socialismo se é que existiu por cá, há muito que está arrumado numa gaveta qualquer. Cheio de pó, traças e teias de aranha...

1 Abraço!

Kaotica disse...

watchdog

nada que uma boa mangueirada nesses senhores que insistem em mantê-lo na gaveta não resolva

Abraço

Blog Widget by LinkWithin