quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Abaixo o Marismo Soarismo!


Eu oiço cada uma...

Então não é que acabei de ouvir o Mário Soares, sem vergonha nenhuma na cara, apesar da idade, a dizer que o referendo do aborto será o que o povo quiser e que será feita a sua vontade porque num regime democrático "o povo é quem mais ordena"! Será que ele julga que nos esquecemos que estamos hoje a sofrer na pele as directrizes da União Europeia, atolados até ao pescoço por vontade dele? O que pensava Mário Soares do povo quando o lançou nas malhas da União Europeia sem sequer o consultar? O Mário Soares perguntou a algum povo em referendo se queríamos ou não entrar para a União Europeia? Nessa altura em que dirigiu o país para este beco sem saída, será que ele achava o povo português demasiado estúpido para participar num referendo? Ou será que nessa altura o seu sentido de "democracia" não hesitou em excluir o povo quando se tratou de tomar a mais importante das decisões?
Quem poderá esquecer que foi este senhor, que se diz socialista, o primeiro a lançar o nosso país aos chacais e a guardar o verdadeiro socialismo na gaveta?

10 comentários:

Outsider disse...

Bem visto. Nunca tinha pensado nesta questão, nestes termos. Muito bem visto sim senhor.
Beijos.

Porca da Vila disse...

É um Socialismo de Conveniência...

Se calhar até nem era má ideia perguntar ao povo, em referendo, se queria continuar ou sair da UE.

Seria interessante ver o resultado...

Um Xi da Porca

kaotica disse...

Outsider

Pois, mas estes nossos políticos só consultam o povo quando lhes convém distrair a opinião pública das questões que são realmente importantes (a da IVG é, mas nem devia ter discussão, era na assembleia da república que se resolvia); além disso é sempre bom para eles levar o povo à divisão, pondo os do não contra os do sim e vice-versa. A velha estratégia do dividir para reinar...
Beijos

kaotica disse...

Porca

Por que será que estou tão farta desses "socialistas" de pacotilha? E olha que os há em todos os partidos. Até mesmo os partidos que se dizem à esquerda do PS (porque deste já nem vale a pena falar) tomam a União Europeia como uma autoridade que não pode ser posta em causa e regem-se pela política "do mal o menos" em vez de dizerem não (vê lá se os ingleses aceitaram a moeda única, como não lhes convinha, disseram que não alinhavam nessa. Alguém os impediu?
Abraços

rendadebilros disse...

De que povo estaria ele a falar?
Eu, quando ouço certas personagens encher a boca a falar do povo, como se o povo fosse uma massa amorfa manipulável e tola, até me arrepio!
Beijos.

Rui Martins disse...

é verdade...
a lata desse personagem sempre foi espantosa.
e pelo vistos, não diminuiu com a Idade...

tb disse...

lollol
gostei da foto....empresta aí o martelito que eu ajudo. :)))))
jinhos

Kaotica disse...

Renda

Falando assim no povo, ele torna-se numa entidade abstracta, um lugar-comum em que este oportunista se vem agora apoiar, à laia de muleta, para suster o seu discurso de político aposentado. Só que ele lá no íntimo sabe bem que quando a massa do povo se corporiza e sai para a rua, vai tudo à frente. Mas aparecem logo uns senhores destes bem falantes para lhe mostrar qual o caminho que o país deve seguir. Neste caso, o descaminho.
Abraços

Kaotica disse...

Rui Martins

Sim, este é um dos principais culpados pelo estado da nação. Quando chegou já trazia o destino do país enfiado na mala debaixo do braço, traçado a esquadro e régua com o mon ami Miterand e, pior com Carluccis e companhias Lda., gente da CIA com planos para Portugal, gente que já então esfregava as mãos com a desmontagem das conquistas de Abril. Metodicamente desmantelaram todas as poucas coisas que produziamos. Alegando que o país estava à beira da bancarrota (a crisofilia de então) lá foi este senhor vendendo vendendo tal e qual como querem fazer agora, na Índia e na China.
Abraço

Kaotica disse...

TB

Ai TB, não termos nós por cá uns terroristazinhos que tivessem aproveitado para se infiltrar naquela multidão e lhe tivessem despachado com umas boas bengaladas... Nessa altura já não havia vergonha na cara, só este animal político tão sem vergonha, tão sem vergonha... A fingir-se socialista para a esquerda e a preferir coligar-se com o CDS à direita. Vergonhoso! Martelada nele!
Apreciei a tua visita!
Bjos

Blog Widget by LinkWithin