domingo, outubro 28, 2007

O Valter é um finório

Este finório afirmou na semana passada, num depoimento ao Fórum TSF, que hoje em dia todos os alunos portugueses tinham explicações. Das duas uma, ou o senhor tem palas nos olhos e não vê os outros para além das posses dos que gravitam à sua volta ou então tem palas nos olhos e é burro. Num momento em que acabam de sair os números da pobreza em Portugal, estes tipos têm o desaforo de vir zurrar bestialidades destas, num programa de rádio. Tinham-lhe feito a pergunta se o novo Estatuto do Aluno, com o novo regime de faltas cujo excesso não implica necessariamente uma retenção do aluno, podendo este fazer um exame e passar, perguntaram-lhe se essa lei não iria criar desigualdades, favorecer os que podiam ter explicações e passar no exame e não dar igualdade de oportunidades aos que não tinham um papá para lhes pagar as explicações. Mas para gente desta isso são coisas que os jornalistas lhes perguntam para os apanhar em falso. Por isso há que ter sempre uma boa resposta na manga e quem de vós duvida que hoje em dia haja algum aluno português que não tenha explicações? É desta casta que se reveste o verdadeiro finório da nossa praça política. Pelo menos alguns dos pais que pagam explicações aos filhos vão achar que o Valter diz umas coisas certas. E os outros? Os que não têm dinheiro para fazer chegar até ao fim do mês nem para comer, o que pensarão eles do Valter?

3 comentários:

ruy disse...

A ignorância e a estupidez foram sempre atrevidas.

Kaotica disse...

ruy

Condições essenciais para se ir longe no nosso país!

Abraço

aDesenhar disse...

já é normal!
quando este emplastro abre a boca ou entra mosca ou sai asneira.

Blog Widget by LinkWithin